Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amigo é coisa pra...

Hoje é o dia do amigo, sem muito marketing ou atenção midiática o dia serve apenas para enaltecer esse sentimento sincero e verdadeiro de compaixão entre dois indivíduos que talvez não tenham nascido na mesma família, mas vestem a roupa de irmãos! No dia do amigo não damos presentes aos nossos amigos e mesmo assim eles nos retribuem com a mesma amizade dos outros dias!

A amizade que temos com nossos familiares é bem entendida, afinal a convivência entre pessoas boas gera esse afeto, e uma das situações que mais me abala é a falta de amizade entre irmãos, pais e filhos... talvez por eu ter sido criado em uma família grande e unida que apesar do sangue fervente italiano gerar divergências todos acabam se entendendo e defendendo o grupo, e principalmente por respeito aos mais velhos! Mas e a amizade que surge na infância, no colégio, na rua, no prédio, na faculdade... como explicar essa ligação afetiva com um indivíduo que você nunca tinha visto na vida, e de repente ele se torna seu amigo? Você se confessa, e aconselha com alguém que não acompanhou toda a sua trajetória de vida, mas de alguma forma ele tem as respostas nas palavras exatas que você precisa, como se ele te conhecesse mais do que você mesmo...

E a amizade entre homens e mulheres? É possível? Seria o homem, predador por natureza, capaz de ter um sentimento limpo como a amizade, sem vontades carnais perante uma mulher? Eu particularmente tenho diversas amigas, e algumas especiais, grandes amigas mesmo, sempre tive o cuidado de manter o respeito! E olha que todas são lindas, realmente, qualquer um pegaria na “Night”! Mas a amizade que surge é algo inexplicável mesmo pelo que me parece. E aí alguns dizem, "mas ninguém fica com inimigo!" Realmente, para que se forme um casal, a amizade deve existir, mas não necessariamente uma amiga precisa se tornar uma namorada/esposa... as vezes a relação da amizade é até mais íntima que um simples ato sexual...

Existem também os amigos da onça, que o digam Bruno e Macarrão, aqueles que estão ali só para se aproveitar da situação, e na hora de retribuir somem... esse é o maior cuidado que devemos ter em nossa vida, a falsa amizade, capaz de destruir tudo o que você conquistou!

Enfim, feliz dia do amigo a todos, e feliz todos os dias aos meus amigos!

Mais prudente do que o amor, a amizade dispensa os juramentos.
Maurice Chapelan

sábado, 10 de julho de 2010

Você gosta do seu nome?

Ainda no clima da Copa do Mundo, e falando de outro tema que a copa nos trás que não o futebol. Eu particularmente me divirto com as escalações das seleções, e mais ainda com o narrador tentando reproduzir o nome do infeliz jogador com uma mãe bem criativa.

Certas vezes a mãe nem tem culpa, na verdade é apenas o país e seu alfabeto pouco comum a nós brasileiros que fazem com que o nome do jogador se torne uma piada de duplo sentido aqui. Como por exemplo, logo na estréia da competição , a seleção local nos brindou com um gol de Tshabalala, Siphiwe Tshabalala alias, e ainda tinha jogadores como Anele Ngcongca, Tsepo Masilela, Reneilwe Letsholonyane, Thanduyise Khuboni e Kagiso Dikgacoi.

Eslovênia, Eslováquia e Grécia possuem seus nomes cheios de consoantes e parecidos entre si também. Os africanos seguem a mesma linha da África do Sul, já exposta, e os asiáticos se tornam um desafio único para os comentaristas, além de parecidos, são normalmente três nomes curtos e ridículos, algo como Kim Myong Won da Coréia do Norte e Kim Bo-kyung da Coréia do Sul, que aliás tem anda menos do que 7 dos 23 jogadores com nome de Kim, e 6 atletas com nome de Lee. No Brasil nomes como Kléberson chamam a atenção, principalmente por que alguns não são muito conhecidos pelo seu nome real, como o capitão Lucio, que na verdade se chama Lucimar. Os nossos dois laterais são derivados de Michael, um é Maicon mesmo e o outro é Michel.

Essas mães criativas nos trazem o prazer de sacanear os coleguinhas no colégio com nomes escrotizados. O que me fez lembrar da reportagem de 31 de novembro de 2008 que li, sobre o menino Wonarllevyston que conseguiu na justiça mudar seu nome para Wonarllevyston, isso mesmo ele mudou o nome pelo mesmo, mas alterou os sobrenomes, que eram Garlan Marllon Branddon Bruno Paullynelly Mell (e outros três sobrenomes, que não serão citados para preservar o jovem, de apenas 13 anos). Exatamente, a própria reportagem retirou 3 dos nomes para preservar o infeliz. Mas sobre o nome, ele pediu que fosse mantido apenas o nome Wonarllevyston, pois gosta dele e por ele é chamado por várias pessoas. Estranho não, mas eis que a notícia pura e simples não é essa, a gloriosa mãe inseriu o nome Xuxa a seus sobrenomes em homenagem a rainha dos baixinhos. A dona Dalvina Xuxa não é a única, e em sua mesma família entre sobrinhos e agregados, temos Linda Blue Junia Sharon Mell Melina Marla Cyndi. E ainda, na mesma reportagem, você poderá se deparar com nomes que pediram para ser alterado.

Outra notícia que abalou o mundo recentemente foi a morte de Arnold Schwahzenegger, Trending Topic no Tweeter! Mas quem morreu foi o adolescente Arnold Schwahzenegger Santos Gonçalves, 17 anos. ( Link )


Pois é, quando a mãe não tem criatividade para criar um nome como Frankstefferson ou Altezevelte, ela escolhe um ator ou personalidade famosa e estrangeira, e coloca nome e sobrenome como se fosse uma coisa só. Alguem aí duvida que dentro de uns 10 anos teremos nas listas de chamadas dos colégios uns 5 Michael Jacksons e derivados?

"O que é que há, pois, num nome? Aquilo a que chamamos rosa, mesmo com outro nome, cheiraria igualmente bem."
William Shakespeare

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Pra frente Brasil...

Pois é, tirei umas férias do Blog, a Copa do Mundo me consumiu o tempo livre que eu utilizava para escrever e postar os textos, além do que minha habilidade de escrita foi toda direcionada para a confecção do primeiro artigo do mestrado.

Muita coisa aconteceu nesse período de inatividade blogueira, e o maior acontecimento da humanidade que é a Copa do Mundo de futebol está proxima do fim, e o evento não nos dá a oportunidade de falar somente de futebol, podemos discursar sobre patriotismo por exemplo. É tão lindo o sentimento do povo se juntar em prol de uma causa em comum da sociedade! Mas o problema é que isso só acontece de 4 em 4 anos por aqui, e com o final da copa as bandeiras são recolhidas das varandas e janelas e voltam para o fundo de uma gaveta qualquer.

A copa ainda não acabou, mas para o Brasil já é passado. O sonho do Hexa está adiado por pelo menos 4 anos, e pior que isso, perdemos 2 feriados - semi e final - e quem sabe um terceiro feriado para acompanhar a chegada de uma seleção campeã! Mas o fracasso era premeditado, desde a convocação dos 23 nomes que foi uma brincadeira de mau gosto do Dunga, os intelectuais da redonda já davam como dificil a conquista, e o povo - pelo menos eu - não se convencia em ter que torcer por aqueles jogadores sem o talento e ousadia de outrora, mas era a seleção era a pátria de chuteiras, então vamos torcer, pois se esses 11 homens forem passando de fase, nós vamos ganhando feriados e desculpas para produzir pouco no trabalho, e até para justificar uma falta de textos em seu blog - rs!


A cada concerto de vuvuzelas na Africa do Sul em que nossos compatriotas aproveitaram para jogar um futebolzinho, o povo brasileiro se reunia em festas, em "fanzones" ou em "alzirões" pelo país afora, todos com a sua vuvuzela em punho para acompanhar o espetáculo musical - afinal, o futebolístico não foi tão atraente assim. Na verdade, os jogos da copa serviram para reunir a galera e fazer festa, beber, foram quase micaretas em alguns locais, a partida em si era apenas um detalhe, mas quando a eliminação aconteceu o sentimento de que a farra acabou trouxe a revolta contra o Dunga. Então nossos craques retornaram com o comandante antes do previsto, e a população brasileira reclama, xinga e inicia a campanha: "O Dunga me deve um feriado!"

 Brasil ficou entre 8 melhores do mundo no futebol e ficou triste. É 85º em educação e não há tristeza.
Sen. Cristovam Buarque (via Twitter: @Sen_Cristovam)

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Quer namorar comigo?

Pois é, será nesse final de semana o tão aguardado Dia dos Namorados, alegre para uns, triste para outros! Mas não necessariamente quem tem namorado(a) estará feliz e os solteiros cabisbaixos. É muito bom passar essa data com uma pessoa importante para você, que traz aquele sentimento bom da paixão. Mas pior é passar com alguém que você já não aguenta mais olhar a cara e mesmo assim ter que comprar presente só para cumprir o protocolo.

O dia dos namorados, como o dia das mães, pais, crianças, etc, é apenas mais uma data comercial para que você gaste seu precioso dinheiro e tempo em uma missão quase impossível de acertar o objeto que seu par gostaria de receber. Não deveria ter data para você demonstrar seu amor por alguém, deveríamos dar presentes para quem a gente quiser na data que bem entendermos. Mas como criaram essa data, o presente torna-se fundamental, e ai de você se der uma lembrancinha mais barata e desinteressante do que aquela que o amor da sua vida – por enquanto pelo menos – lhe ofereceu, então o que era uma data para comemorar o amor e o apreço pela pessoa amada, torna-se um motivo de briga e discussão, com dúvidas e questionamentos sobre a sua real importância!

Este ano, incrivelmente, uma grande quantidade de conhecidos terminaram seus relacionamentos a pouco tempo, a beira do dia dos namorados, uns mais traumáticos que outros, mas o fato é que interromper uma história de amor nesta época torna-se mais complicado, pois para onde se olha você avista corações vermelhos e fotos de casais apaixonados se beijando. Mas será que vale a pena arrastar o relacionamento só para sofrer menos nesse dia? Será que estará sofrendo menos mesmo? Ser solteiro tem suas vantagens também, e suas datas comemorativas como o carnaval, por exemplo, o oásis da solteirice. Mas nesse friozinho que faz no Rio de Janeiro, uma companhia é sempre bem vinda, e difícil de ser esquecida. A Copa do Mundo está aí para ajudar, teremos jogos interessantes no sábado, poderemos secar os hermanos!

Mas essa visão do solteiro não é a única, pois esta data é muito especial para os apaixonados, e perfeita para se iniciar um namoro. Meu único namoro até hoje foi pedido em um 12 de junho, data importante e fácil de lembrar, vai a dica, pretendo seguir esse ritual nos próximos relacionamentos, o que significa mais um ano de solteirice, rs! O pedido de namoro é um passo difícil de ser dado, e alguns acabam se intitulando namorados por osmose. Pode acontecer também de só um lado se definir como namorado(a) e isso tende a acabar mal. Para que tudo ocorra da melhor forma possível faça o pedido formal, mesmo que esteja com um medo imenso da rejeição, e aproveite uma data como essa para tornar a ocasião especial!

A data também pode ser útil para pedidos de casamentos, mas cuidado, pois isso pode significar que você não irá comemorar muito essa data daqui para frente, pois com uns 15 anos de casado você deve se contentar em estar casado ainda. Os apelidos carinhosos tendem a mudar para uns mais pejorativos, o que não é legal. Então se você está casado, ou pensando em se casar, tente utilizar as datas importantes como o próximo sábado para fortalecer a relação e não deixar o relacionamento cair no convencional, faça que hoje te lembre do primeiro dia dos namorados que você passou com essa pessoa especial que está do seu lado, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença!

Se você já tem sua metade da laranja, aproveite o final de semana, faça algo diferente, vá jantar fora, enfrente filas quilométricas nos restaurantes e motéis aos beijos e amassos com seu amor! Se você está solteiro, saia e divirta-se, não lamente a falta de alguém neste dia 12, pois existem outros 364 dias no ano para se encontrar o amor da sua vida, curta seus amigos, pois a amizade é a forma mais pura do amor!

"A felicidade se obtem através de diversas coisas ou pessoas. A verdadeira alegria, através de uma só."
Autor desconhecido

Ps. No último post tentei fazer um texto curto e rápido para facilitar a leitura dos preguiçosos. Entretanto recebi muitas críticas das pessoas que costumam ler meu blog, dizendo que o texto foi sem inspiração e fora do perfil do blog, portanto textos maiores como o de hoje serão adotados para sempre e se você tem preguicinha de ler tudo, provavelmente não leu nem esse recado... rs  mas tente fazer uma forcinha para ler, a leitura é o alimento da mente!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Aqui tá frio, aqui tá quente...

Pois é, inexplicavelmente faz frio do Rio de Janeiro! E o carioca acostumado com calor aproveita qualquer 18 graus para usar aquelas roupas que comprou para visitar a Europa ou Buenos Aires, ou aquele casaquinho que comprou em Teresópolis mesmo!

Essa é a hora de comprar o ar condicionado e trocar este que perdura a décadas no seu quarto e você só se lembra que tem que comprar outro pelo calor descomunal que não te deixa dormir, e aí quando vai procurar o preço, um absurdo, pois está na época de vender ar-condicionado! É como se fosse uma fruta da estação ao avesso! Quando é época de usar o ar, o preço aumenta!


Mas a discussão que proponho hoje é sobre o que é pior, o frio ou o calor? Muitos dirão que o calor é melhor, pois é só tirar a camisa e mergulhar na piscina ou praia! Outros dirão que no inverno podemos nos agasalhar e pronto, no calor não se pode andar nú na rua! Qual a sua opinião?

Eu prefiro o frio, mais romântico e é só se agasalhar! Não suporto o calor! Mas o frio sem agasalho é cruel também... a sensação de que sua orelha e nariz estão queimando... péssimo!



"Enquanto todos praguejavam contra o frio, eu fiz a cama na varanda!"
Raul Seixas