Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amigo é coisa pra...

Hoje é o dia do amigo, sem muito marketing ou atenção midiática o dia serve apenas para enaltecer esse sentimento sincero e verdadeiro de compaixão entre dois indivíduos que talvez não tenham nascido na mesma família, mas vestem a roupa de irmãos! No dia do amigo não damos presentes aos nossos amigos e mesmo assim eles nos retribuem com a mesma amizade dos outros dias!

A amizade que temos com nossos familiares é bem entendida, afinal a convivência entre pessoas boas gera esse afeto, e uma das situações que mais me abala é a falta de amizade entre irmãos, pais e filhos... talvez por eu ter sido criado em uma família grande e unida que apesar do sangue fervente italiano gerar divergências todos acabam se entendendo e defendendo o grupo, e principalmente por respeito aos mais velhos! Mas e a amizade que surge na infância, no colégio, na rua, no prédio, na faculdade... como explicar essa ligação afetiva com um indivíduo que você nunca tinha visto na vida, e de repente ele se torna seu amigo? Você se confessa, e aconselha com alguém que não acompanhou toda a sua trajetória de vida, mas de alguma forma ele tem as respostas nas palavras exatas que você precisa, como se ele te conhecesse mais do que você mesmo...

E a amizade entre homens e mulheres? É possível? Seria o homem, predador por natureza, capaz de ter um sentimento limpo como a amizade, sem vontades carnais perante uma mulher? Eu particularmente tenho diversas amigas, e algumas especiais, grandes amigas mesmo, sempre tive o cuidado de manter o respeito! E olha que todas são lindas, realmente, qualquer um pegaria na “Night”! Mas a amizade que surge é algo inexplicável mesmo pelo que me parece. E aí alguns dizem, "mas ninguém fica com inimigo!" Realmente, para que se forme um casal, a amizade deve existir, mas não necessariamente uma amiga precisa se tornar uma namorada/esposa... as vezes a relação da amizade é até mais íntima que um simples ato sexual...

Existem também os amigos da onça, que o digam Bruno e Macarrão, aqueles que estão ali só para se aproveitar da situação, e na hora de retribuir somem... esse é o maior cuidado que devemos ter em nossa vida, a falsa amizade, capaz de destruir tudo o que você conquistou!

Enfim, feliz dia do amigo a todos, e feliz todos os dias aos meus amigos!

Mais prudente do que o amor, a amizade dispensa os juramentos.
Maurice Chapelan

sábado, 10 de julho de 2010

Você gosta do seu nome?

Ainda no clima da Copa do Mundo, e falando de outro tema que a copa nos trás que não o futebol. Eu particularmente me divirto com as escalações das seleções, e mais ainda com o narrador tentando reproduzir o nome do infeliz jogador com uma mãe bem criativa.

Certas vezes a mãe nem tem culpa, na verdade é apenas o país e seu alfabeto pouco comum a nós brasileiros que fazem com que o nome do jogador se torne uma piada de duplo sentido aqui. Como por exemplo, logo na estréia da competição , a seleção local nos brindou com um gol de Tshabalala, Siphiwe Tshabalala alias, e ainda tinha jogadores como Anele Ngcongca, Tsepo Masilela, Reneilwe Letsholonyane, Thanduyise Khuboni e Kagiso Dikgacoi.

Eslovênia, Eslováquia e Grécia possuem seus nomes cheios de consoantes e parecidos entre si também. Os africanos seguem a mesma linha da África do Sul, já exposta, e os asiáticos se tornam um desafio único para os comentaristas, além de parecidos, são normalmente três nomes curtos e ridículos, algo como Kim Myong Won da Coréia do Norte e Kim Bo-kyung da Coréia do Sul, que aliás tem anda menos do que 7 dos 23 jogadores com nome de Kim, e 6 atletas com nome de Lee. No Brasil nomes como Kléberson chamam a atenção, principalmente por que alguns não são muito conhecidos pelo seu nome real, como o capitão Lucio, que na verdade se chama Lucimar. Os nossos dois laterais são derivados de Michael, um é Maicon mesmo e o outro é Michel.

Essas mães criativas nos trazem o prazer de sacanear os coleguinhas no colégio com nomes escrotizados. O que me fez lembrar da reportagem de 31 de novembro de 2008 que li, sobre o menino Wonarllevyston que conseguiu na justiça mudar seu nome para Wonarllevyston, isso mesmo ele mudou o nome pelo mesmo, mas alterou os sobrenomes, que eram Garlan Marllon Branddon Bruno Paullynelly Mell (e outros três sobrenomes, que não serão citados para preservar o jovem, de apenas 13 anos). Exatamente, a própria reportagem retirou 3 dos nomes para preservar o infeliz. Mas sobre o nome, ele pediu que fosse mantido apenas o nome Wonarllevyston, pois gosta dele e por ele é chamado por várias pessoas. Estranho não, mas eis que a notícia pura e simples não é essa, a gloriosa mãe inseriu o nome Xuxa a seus sobrenomes em homenagem a rainha dos baixinhos. A dona Dalvina Xuxa não é a única, e em sua mesma família entre sobrinhos e agregados, temos Linda Blue Junia Sharon Mell Melina Marla Cyndi. E ainda, na mesma reportagem, você poderá se deparar com nomes que pediram para ser alterado.

Outra notícia que abalou o mundo recentemente foi a morte de Arnold Schwahzenegger, Trending Topic no Tweeter! Mas quem morreu foi o adolescente Arnold Schwahzenegger Santos Gonçalves, 17 anos. ( Link )


Pois é, quando a mãe não tem criatividade para criar um nome como Frankstefferson ou Altezevelte, ela escolhe um ator ou personalidade famosa e estrangeira, e coloca nome e sobrenome como se fosse uma coisa só. Alguem aí duvida que dentro de uns 10 anos teremos nas listas de chamadas dos colégios uns 5 Michael Jacksons e derivados?

"O que é que há, pois, num nome? Aquilo a que chamamos rosa, mesmo com outro nome, cheiraria igualmente bem."
William Shakespeare

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Pra frente Brasil...

Pois é, tirei umas férias do Blog, a Copa do Mundo me consumiu o tempo livre que eu utilizava para escrever e postar os textos, além do que minha habilidade de escrita foi toda direcionada para a confecção do primeiro artigo do mestrado.

Muita coisa aconteceu nesse período de inatividade blogueira, e o maior acontecimento da humanidade que é a Copa do Mundo de futebol está proxima do fim, e o evento não nos dá a oportunidade de falar somente de futebol, podemos discursar sobre patriotismo por exemplo. É tão lindo o sentimento do povo se juntar em prol de uma causa em comum da sociedade! Mas o problema é que isso só acontece de 4 em 4 anos por aqui, e com o final da copa as bandeiras são recolhidas das varandas e janelas e voltam para o fundo de uma gaveta qualquer.

A copa ainda não acabou, mas para o Brasil já é passado. O sonho do Hexa está adiado por pelo menos 4 anos, e pior que isso, perdemos 2 feriados - semi e final - e quem sabe um terceiro feriado para acompanhar a chegada de uma seleção campeã! Mas o fracasso era premeditado, desde a convocação dos 23 nomes que foi uma brincadeira de mau gosto do Dunga, os intelectuais da redonda já davam como dificil a conquista, e o povo - pelo menos eu - não se convencia em ter que torcer por aqueles jogadores sem o talento e ousadia de outrora, mas era a seleção era a pátria de chuteiras, então vamos torcer, pois se esses 11 homens forem passando de fase, nós vamos ganhando feriados e desculpas para produzir pouco no trabalho, e até para justificar uma falta de textos em seu blog - rs!


A cada concerto de vuvuzelas na Africa do Sul em que nossos compatriotas aproveitaram para jogar um futebolzinho, o povo brasileiro se reunia em festas, em "fanzones" ou em "alzirões" pelo país afora, todos com a sua vuvuzela em punho para acompanhar o espetáculo musical - afinal, o futebolístico não foi tão atraente assim. Na verdade, os jogos da copa serviram para reunir a galera e fazer festa, beber, foram quase micaretas em alguns locais, a partida em si era apenas um detalhe, mas quando a eliminação aconteceu o sentimento de que a farra acabou trouxe a revolta contra o Dunga. Então nossos craques retornaram com o comandante antes do previsto, e a população brasileira reclama, xinga e inicia a campanha: "O Dunga me deve um feriado!"

 Brasil ficou entre 8 melhores do mundo no futebol e ficou triste. É 85º em educação e não há tristeza.
Sen. Cristovam Buarque (via Twitter: @Sen_Cristovam)